sexta-feira, 30 de maio de 2008

Pequeno texto de ficção científica

Ano de 2028, em algum lugar do planeta, um sujeito lia seu noticiário diário em seu PalmReader Personal®, quando uma notícia na seção de saúde chamou sua atenção:

"Hoje em dia, as pessoas podem ter o corpo que quiserem, inclusive o rosto, graças aos avanços incríveis na tecnologia de cirurgia plástica a laser. Basta levar uma foto do modelo desejado e inserir no computador. Em minutos, uma imagem em terceira dimensão é gerada por um software especialmente desenvolvido. Depois, basta se deitar na maca. Em minutos, o laser esculpe os ossos, sem influir na pele, deixando o relevo muito parecido com a foto que foi escolhida como base.
As pessoas podem, todas, graças a um acordo com o sistema de saúde do governo, utilizarem essas novas técnicas para buscar, cada vez mais, viverem perto do padrão de beleza que foi imposto no começo do século. Cintura fina e um rosto equilibrado e angular não serão mais problemas."

Nisso, interrompe sua leitura e se põe a questionar o texto.

"- Mas como assim, agora todo mundo vai ser bonito? Como vou conseguir escolher a mulher ideal? Como vou saber quem é mesmo bonito ou foi modificado por essa operação a laser? Que horror, imagine, um mundo onde todo mundo é bonito? Sem mais gente feia, nem fora do padrão?"

Sem conseguir chegar a conclusão alguma na hora, foi dormir com aquela dúvida. Fiel consumidor de revistas de saúde e moda, estava realmente preocupado. Sempre tomou muitos complementos e vitaminas, buscou a forma perfeita do corpo, com muito esforço, nas academias e clínicas de tratamento. Gastava fortunas com roupas de grife e sabia tudo sobre o que acontecia nas colunas sociais. E agora? Tudo aquilo que ele sempre valorizou, ao alcance das pessoas simples, até pobres...Ele estava arrasado e confuso.

No dia seguinte, acordou diferente. Por um momento, se sentiu realmente livre e leve. Ligou para cancelar sua hora no esteticista e aproveitou o tempo extra conseguido para ler um pouco mais sobre o assunto da operação a laser.

De tanto pensar, percebeu que tudo que sempre lhe fora ensinado como bons valores e padrão ideal, tinha ido por água abaixo. Percebeu que estava buscando uma coisa que era impossível, até então: a perfeição. Percebeu que teria que descobrir seu próprio padrão agora. Teria que descobrir sozinho, seu próprio caminho para ser feliz. Estava enrascado.

Começou a ler e estudar mais sobre filosofia, artes e a buscar mais conhecimento sobre o ser humano, sua história e cultura. Começou a desenvolver e entrar em contato mais profundo com seu lado espiritual, até então relegado a segundo ou até mesmo terceiro plano.

Vendeu seu Audi e gastou o dinheiro da venda numa viagem para a Índia. Buscava respostas...

Na volta, percebeu que, agora, teria que voltar a conversar com as pessoas para conhecê-las, como nos tempos dos seus bisavós...

5 comentários:

Giovanni disse...

Este texto é muito bom porque ajuda a refletir em como será a vida do ser humano nos tempos futuros,ou seja,como ele reagira as mudanças ,ao avanço da ciência ,a questão da aparência (como foi sitado no texto) entre muitas outras coisas

Anônimo disse...

texto muito legal e expressivo...

Adelaide disse...

Adorei seu texto, aliás, se me permite, vou até usa´-lo em uma de minhas aulas. Ele se encaixa perfeitamente no assunto que quero abordar e creio que meus alunos também irão gostar muito.
Abraços
Adelaide

Marcos disse...

Gostei do do texto romance e ficção cientifica pois me ajudou a entender o assunto muito obrigado.

Paulo Rodrigues disse...

Gostei do seu texto e gostaria de utilizá-lo em uma aula. Ele se encaixa perfeitamente ao conteúdo que venho desenvolvendo.
Abraço
Paulo